Quando os alunos dão asas para a professora

Parafraseando mais uma vez o querido Rubem Alves
Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas.

Eu, assim como a maioria dos professores, tenho um arsenal enorme de ferramentas de propulsão.
Normalmente tenho que usar minha lábia, para convencer os alunos de que eles têm asas e que elas funcionam. Tenho o hábito de desafiá-los a voar e dar pequenos empurrões para pegar velocidade e ganhar altura. 
Mas dessa vez foi diferente, fui pega no contrapé, o que me surpreendeu foram as asas que os alunos me deram. Isso deveria ser algo corriqueiro em um sistema educacional tradicional, frequentado por jovens plugados, inteligentes e desgastados por um sistema educacional ineficiente.

Era início de semestre. A primeira aula foi de apresentações e provocações, a segunda aula tinha sala cheia, dia de conteúdo, pois é assim que manda o protocolo. Antes de ligar o equipamento de projeção e iniciar a exposição, fiz uma breve introdução sobre o Mito da Caverna e a Educação Placebo, só por desencargo de consciência. Eu tentei ser breve para não chatear, mas os alunos começaram a questionar, questionar e questionar. Pelo inesperado interesse dos alunos, fiquei um pouco desconcertada, pois o cabresto apertado em minha cabeça me direcionava a seguir o roteiro e expor o PowerPoint, mas os alunos não queriam e começaram a me dar dicas de como afrouxar o cabresto do sistema.
Eles queriam liberdade e autonomia, queriam voar e perceberam que eu poderia impulsioná-los a voar muito mais alto, mas para isso, eu precisaria de asas.
Voltei para casa ainda inquieta, pensando como fazer bom uso das asas que ganhei daqueles alunos.
Lembrei-me de um questionamento que uma aluna fez há poucos dias: "Professora, você já pensou em desistir?" Minha resposta foi instantânea: "Milhões de vezes. Estou sempre me questionando.Mas são as asas, a liberdade, a autonomia, os aprendizados e os voos que me mantém na profissão.
Há escolas que são asas... Há professores que são asas... Há alunos que são asas.
O voo é livre.

Artigos recomendados: Autonomia na educação: maquiagem, utopia ou necessidade e A professora que coleciona alunos mutantes

Ilustração: http://getdrawings.com/eagles-flying-drawing#eagles-flying-drawing-54.jpg

Deixe seu comentário ou dúvidas. 

Comentários

Postar um comentário