A educação clama por transformações profundas e os especialistas recomendam 'maquiagens' tecnológicas

Alguns especialistas em educação estão parecendo um aglomerado de palpiteiros de plantão, que quando uma amiga diz que está com depressão, a outra vai logo indicando um novo corte de cabelo ou uma cor diferente de esmalte. Afff…
Nada irá mudar na educação com propostas que apenas maquiam o velho e rançoso sistema tradicional de ensino. É inegável a importância das tecnologias nos processos educacionais, mas elas são ferramentas.
Para saber se uma proposta é realmente inovadora, ela tem que desconstruir algum paradigma da educação atual. Eu irei sugerir 3 paradigmas, que são pilares do sistema educacional tradicional: ensino, padronização e fragmentação.

1 - ENSINO
Qualquer proposta para modernizar a ‘ensinagem’, é enrolação. Lousas digitais, tablets, aplicativos, gestores de aula, quizzes, PPTs atrativos, aula híbrida ou invertida, as distorcidas Metodologias Ativas onde o professor continua sendo o detentor do saber e o aluno o receptor, é a perpetuação da velharia mofada da educação tradicional.
O professor fala de autonomia do aluno e continua fazendo um roteiro de ensino que o aluno deve seguir?
Os professores acreditam que o ensino dos conteúdos precisa ser modernizado? Eu adoraria saber qual teórico embasa a 'educação bancária', também conhecida como 'linha de montagem'?
Por que as instituições de ensino não medem aprendizado, mas sim o acúmulo de teoria decorada? 

2 - PADRONIZAÇÃO
Qualquer método ‘inovador’ que servirá para todos, é uma mentira. Se não existe uma pessoa igual a outra, não há padronização que funcione. Sem contar que a padronização gera exclusão e não estou falando de exclusão de crianças especiais, mas sim da maioria que não se enquadra na padronização imposta pelo sistema, gerando uma multidão de inadequados
Os professores buscam por novas propostas pedagógicas? Pra quê? O professor foi reduzido a um tarefeiro, um aplicador de apostilas, ele não pode fugir do script. Os gigantes professores estão mortos por dentro de pequenos corpos vivos.
O professor fala em protagonismo do aluno e continua dando aula planejada, com conteúdo e tarefas sequenciadas? Isso é protagonismo de quem mesmo?
Alguém acredita que prova é o melhor instrumento de avaliação?  A prova avalia o que? Para que nota? Nota não reflete aprendizado. Basta colar que o aluno consegue boas notas.

3 - FRAGMENTAÇÃO
Qualquer proposta ‘inovadora’ que pretenda melhorar uma aula, já inicia torta. O único lugar onde os saberes são fragmentados em disciplinas desconexas é dentro do sistema educacional (escolas e universidades) e essa fragmentação não faz nenhum sentido, sem contar que sua existência não tem embasamento teórico. A fragmentação dos saberes enfraquece a aprendizagem. 
Muitos acreditam que a aula precisa melhorar. Eu pergunto: para quê aula? Fundamente a necessidade de uma aula.
Qual teórico da pedagogia ou da andragogia embasa uma educação conteudista e fragmentada?

Pilar Lacerda destaca dois pontos estruturais na educação que precisam ser transformados. Assista a entrevista em: O que a escola precisa para se tornar inovadora? 
"Para ex-secretária do MEC, promover transformação vai além do acesso e uso de tecnologias digitais.
Inovação é uma palavra cada vez mais presente no debate educacional. Mas que tipo de escola pode ser considerada inovadora? Quais são as atitudes necessárias para isso? 'Uma escola inovadora é mais do que o uso de máquinas, é aquela que mexe em duas coisas que estão ‘sacralizadas’ que é tempo e espaço', afirma a ex-secretária de educação básica do Ministério da Educação (MEC) Pilar Lacerda.
Na entrevista, Lacerda discute o que uma escola precisa para se tornar inovadora, elenca pontos que instituições de ensino consideradas inovadoras têm em comum, traz exemplos e fala sobre a importância da constituição de redes para que diferentes experiências possam ser compartilhadas."
Ilustração: https://alba24.ro/viral-imaginile-profunde-care-descriu-cu-inteligenta-realitatea-cruda-in-care-traim-636757.html

Deixe seu comentário ou dúvidas. 

Comentários