O aluno nervoso e os professores que não ensinam nada


O aluno estava nervoso... bem nervoso.
Esbravejou sobre o sistema educacional e disse que tinha muita coisa errada.
Depois de falar mal de todos os seus professores e reclamar das metodologias adotadas por cada um deles, demonstrando muita raiva em seu olhar, ele disse: “Eu não aprendo nada com essas aulas. Esses professores não me ensinam absolutamente nada.”
Cada vez mais inflamado, ele expressava sua total indignação com relação aos projetos interdisciplinares e disse: “É um absurdo. Os professores lançam esses projetos complexos e a gente tem que se virar sozinho. Tem que ficar buscando tutorial no YouTube... buscando respostas em livros... tem que se matar para fazer esses projetos. Tudo que eu aprendi até agora, foi porque eu fui atrás das informações. As aulas dos professores deveriam ter conteúdo suficiente para eu fazer esses projetos.”

Mesmo depois de colocar para fora toda sua fúria, ele não percebeu a incoerência de sua fala. Ele quer aula, no entanto com aula ele não aprende. Ele aprende se esforçando para fazer projetos e mesmo assim quer aula.

Os projetos interdisciplinares, que dão um trabalhão para os alunos, que colocam os alunos em uma postura protagonista e responsável por sua aprendizagem, através de pesquisas, investigações e ‘tentativa e erro’, é exatamente por causa desse esforço do aluno que o projeto gera uma aprendizagem verdadeira e efetiva. 

Para que um aluno frequenta uma escola ou universidade? Eu imagino que seja para aprender algo. Então... se os professores dessem aulas com os conteúdos suficientes para fazer os projetos interdisciplinares, esses projetos não gerariam aprendizagem.

Por mais professores que não ensinam nada e desafiam seus alunos que aprendem muito com projetos que dão um trabalhão.

Fonte da imagem: https://i.pinimg.com/originals/13/67/66/136766713433083d4116bd0ab42cd622.png

Deixe seu comentário ou dúvidas. ⬇

Comentários