Aprendizagem por Projetos - relato de uma experiência (parte 3)

Todos juntos contra o Aedes Aegypti

Este projeto nasceu do desejo de alguns alunos em contribuir para uma necessidade social e emergencial - Combater o Aedes Aegypti através da educação ambiental, com base no ecossistema e na cadeia alimentar.
Este projeto, por não estar ligado a nenhuma disciplina ou curso, mesmo sendo desenvolvido em uma universidade que adota a Metodologia Tradicional, apostilada e com disciplinas fragmentadas, teve a liberdade necessária para ser transdisciplinar.


Relato de uma experiência

Cursos envolvidos: Pedagogia, PGE (Processos Gerenciais), Design Gráfico, Arquitetura e Engenharia Ambiental, de diversos semestres e Campi
Objetivo para este Projeto: O Papamosquito pretende realizar um trabalho de conscientização ambiental global, ecossistema e cadeia alimentar nas escolas, ONGs e comunidades
Desenvolvimento: Levantamos interessados pelo assunto (Stakeholder)
1 - Problematização: Foi necessário muita pesquisa para estruturar este projeto
a) Sobre o Aedes Aegypti: dengue, zika e chikungunya;
b) Conscientização ambiental global;
c) Ecossistema;
d) Cadeia alimentar;
e) Impactos ambientais;
f) Sugestões de soluções do problema (hipóteses).
2 – Desenvolvimento, descrição e cronograma do Projeto – Foi realizado com um roteiro de desenvolvimento de projeto acadêmico. 
3 – Desenvolvimento da Identidade Visual – Montamos um concurso entre os alunos e ex alunos de design gráfico para criação do logotipo do projeto. O logotipo ganhador foi desenvolvido por Ariane Reis.
4 - Ação – Elaboramos documentos de apresentação do Papamosquito, página no facebook, estrutura de cursos para crianças, jovens e adultos, elaboramos um crowdfunding (financiamento coletivo).  Desenvolvemos oficinas:Oficinas para Ensino Fundamental e Médio; Oficinas de formação de Educadores; Oficinas em Comunidades, Associações de Bairros e ONGs. 

Apoiadores:
- Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo
Gentilmente nos cedeu espaço para nossa primeira sementeira.
- MCR Jardinagem e Paisagismo
Nos doou uma aula teórica/prática de sementeira e seus cuidados.
- ONG Novos Herdeiros Humanísticos
Disponibilizou espaço para realização da Oficina-piloto.
- Jardim Botânico de São Paulo
Doou terra para nossa primeira sementeira.
- Miguel Pixies
     Realizou o registro audiovisual e 
     fotográfico.

Apresentamos / aplicamos:
II Fórum Nacional de Educação Estácio 
- VIII Simpósio Multidisciplinar da Estácio São Paulo
RH em Ação
- UMAPAZ
- Estácio Jabaquara
- ONG Novos Herdeiros Humanísticos

APRENDIZADO
Específico: Aedes Aegypti; dengue, zika e chikungunya; Ecossistema. Crotalária; Predadores naturais.
Amplo:
   - Interdisciplinaridade dos saberes
   - Visão Empreendedora
   - Planejamento 
   - Inteligência Emocional
   - Capacidade de inovar e solucionar problemas
   - Pensar complexo e criativo
   - Trabalhar em equipe – cooperação, empatia e compaixão

AVALIAÇÃO
- Não valia nota - logo, todos os envolvidos eram impulsionados por um desejo pessoal. 


 II Fórum Nacional de Educação Estácio – 07/05/2016

Projetos transdisciplinares como alternativa à desfragmentação
O presente texto expõe o processo de realização do Projeto Papamosquito, aprovado pela direção do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo, sob a ótica do Curso de Pedagogia. Trata-se de um projeto ambiental que consiste em atrair conscientemente os predadores naturais do mosquito Aedes Aegypti nos arredores das Unidades Jabaquara e Conceição da Universidade Estácio. A primeira fase do projeto prevê o plantio de crotalária, atrativo à libélula, que preda o mosquito e as larvas. A segunda fase inclui Oficinas de Educação Ambiental nas escolas públicas da região e em ONGs parceiras.
Este projeto é realizado pelos estudantes e egressos de Pedagogia, PGE, Design Gráfico, Arquitetura e Engenharia Ambiental, de diversos semestres e Campi, sob orientação da professora Tina Carvalho.
Além de ser um projeto que estimula a produção acadêmica (Pesquisa) e objetiva mobilizar a comunidade local para a resolução de um problema (Extensão), o Projeto Papamosquito tem se tornado um excelente método de aprendizagem.
Projetos transdisciplinares dialogam com a Nova Pedagogia, que privilegia práticas de conteúdo desfragmentado através de aprendizagem por projetos (como postulado por Kilpatrick em 1918), transformando o ambiente acadêmico em uma “comunidade crítica de aprendizagem”, pautado pela comunicação, diálogo e expressão democrática (Santos, 2013).
Logo, como dito por Viviane Mosé em sua entrevista para o programa de TV Café Filosófico (2013), a aprendizagem desfragmentada faz mais sentido ao estudante, porque “o mundo não é fragmentado”. Essa desfragmentação permite um olhar mais amplo para a superação de problemas sociais e formação integral do profissional cidadão.
A exemplo de universidades como a UFPR Litoral do Paraná e a Uniamérica de Foz do Iguaçu, cujas metodologias dos cursos são orientadas por projetos para a resolução de problemas, o Projeto Papamosquito agrega os conteúdos previstos pelo currículo programado dos cursos dos estudantes envolvidos, em específico as disciplinas “Sustentabilidade”, “Con. Met. e Prat. do Ensino de Ciências e Educação Ambiental” e “Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem” do curso de Pedagogia.
Espera-se como resultado, que a aprendizagem por projetos cumpra, portanto, o PPC do Curso de Pedagogia, que postula “formar profissionais de educação autônomos e cooperativos, capazes de pensar, investigar, planejar, realizar e avaliar ações educacionais”.
Concluindo, o Projeto Papamosquito não apenas é fundamentado pelos conteúdos estudados, mas propõe, fundamentalmente, desenvolver capacidades diversas que são inerentes a todos os futuros profissionais, como: a potência para a realização; o planejamento, execução e avaliação de ações que beneficiem a comunidade; a integração e desfragmentação de diversos saberes e níveis educacionais; a avaliação permanente, participativa e reflexiva de todo o processo curricular; o desenvolvimento integral do estudante universitário.

Texto apresentado no II Fórum Nacional de Educação Estácio – 07/05/2016 por Rodrigo Toyama e Tina Carvalho

Projeto desenvolvido por: Rodrigo Toyama, Marcelo Dias, Brunno Ferraz e Tina Carvalho.
Logo criado por Ariane Reis

LINK RELACIONADO: Aprendizagem por Projetos - relato de uma experiência (parte 1)
LINK RELACIONADO: Aprendizagem por Projetos - relato de uma experiência (parte 2)

Deixe seu comentário ou dúvidas. ⬇

Comentários