Aprendizagem por Projetos - relato de uma experiência (parte 2)

Aprendizagem por Projetos tem como objetivo desenvolver no educando a autonomia da capacidade de aprender processos complexos do pensar, através de experimentações e da pesquisa – selecionar, analisar, criticar, comparar, sintetizar e avaliar.

Nota de esclarecimento: Este registro não tem intenção de ensinar uma fórmula ou de ser copiado por outros professores, mas que a Aprendizagem por Projeto seja entendida como uma Metodologia Ativa que pode ser aplicada da Educação Infantil até a Pós Graduação. Essa prática é um bocado distante do que eu acredito como o ideal da prática da Aprendizagem por Projetos e mesmo assim os resultados foram extraordinários. Ressalto que este projeto foi feito em uma universidade que adota a Metodologia Tradicional, apostilada, nacionalizada e com disciplinas fragmentadas. Para atuar por Projetos, se fazia necessário focar nas competências gerais de cada disciplina em conjunto com os desejos dos alunos.


Relato de uma experiência

Curso: Design Gráfico
Disciplina: Tipografia (2º semestre)
Objetivo da Disciplina:  Compreender as classificações tipográficas, variações e aplicações
Objetivo para este ProjetoA proposta foi expressar através das fontes tipográficas a cadência poética de uma música, estimulando a imaginação e a criatividade que a construção artística das letras permite, quando pensadas fora das limitações e da rigidez dos computadores.
Desenvolvimento: Os alunos primeiramente pesquisaram músicas que gostariam de desenvolver um projeto artístico tipográfico. Pesquisaram anatomia de tipos, estrutura tipográfica, famílias, estilos, variações, construções criativas, contraste tipográfico, relação entre tipos, adaptações tipográficas, psicologia dos tipos, legibilidade, leiturabilidade e Hand-lettering, com a finalidade de reforçar a comunicação através da imagem, ritmo e som expressos pela anatomia das fontes.
A letra da música foi fragmentada em pequenas estrofes, de acordo com o ritmo e cadência da música.
Foram criadas pranchas, construídas basicamente com fontes tipográficas, que deveriam expressar a emoção contida na letra ou ritmo da música. Posteriormente os alunos construíram um clip da música.
Relevância da prática: É acreditar no potencial do educando, na prática da inovação através dos recursos individuais que se cooperam no coletivo. Esta prática estimula a capacitação das competências de sobrevivência.
“Segundo Tony Wagner, no livro The global achievement gap, (investigador de Inovação na Educação no Centro de Tecnologia e Empreendedorismo da Universidade de Harvard); Wagner defende que a escola deve desenvolver sete "competências de sobrevivência": pensamento crítico e capacidade de resolução de problemas, colaboração, agilidade e adaptabilidade, iniciativa e empreendedorismo, boa comunicação oral e escrita, capacidade de aceder à informação e analisá-la e, por fim, curiosidade e imaginação.”¹

APRENDIZADO
Exigidos:  classificação de tipos, variações e aplicações
Complementares:   Interdisciplinaridade dos saberes
                                 Planejamento
                                 Anatomia dos tipos
                                 Hand-lettering
                                 Leiturabilidade e legibilidade
                                 Storyboard
                                 Edição de vídeo
                                 Capacidade de inovar e solucionar problemas
                                 Pensar complexo e criativo
                                 Trabalhar em equipe – cooperação, empatia e compaixão
                               
AVALIAÇÃO
- Apresentação do Projeto em vídeo
- Entrega das pranchas
- Auto avaliação, descrevendo os aprendizados, as dificuldades e os erros.

Vídeo realizados pelas alunas Cláudia Ribeiro e Jéssica Alves - do Centro Universitário Estácio de São Paulo
Caros alunos - adoraria receber links dos outros vídeos. Assim atualizo este post com mais projetos realizados. 

Vídeo de Elaine Santos e Jessica Silva: https://youtu.be/iwF53y_J-nM

LINK RELACIONADO: Aprendizagem por Projetos - relato de uma experiência (parte 1)


Comentários