Você é um universitário nutella ou raiz?


"O maior inimigo do conhecimento não é a ignorância, é a ilusão do conhecimento." [Stephen Hawking]
Popularmente se diz que o pior aprendiz é aquele que não quer aprender, mas ainda há uma esperança, pois ele pode ser convencido da importância de aprender algo novo. O pior aprendiz é aquele que pensa que já sabe, pois ele está impregnado com a arrogância de um copo cheio, onde nada mais cabe.

O universitário raiz tem brilho nos olhos, sede de aprender. Resmunga, mas encara desafios e quanto mais difícil o desafio, mais se emprenha, pois sabe o gosto da conquista, sabe que se outro conseguiu fazer, ele também conseguirá.

Por medo da desestabilização necessária para a aprendizagem de novos saberes, pobre universitário nutella, estagnado, mente para si mesmo. Esforça-se para ficar na Zona de Conforto e finge que aprende. Confia que seu saber raso é suficiente e constrói seu alicerce com sua arrogância frágil. Essa ‘geração floco de neve’, é formada por pessoas altamente sensíveis, exageradas e vulneráveis, não suportam desafios, não sabem lidar com frustração e possuem baixa resiliência. Toda essa fragilidade é expressa através de desproporcionais reações de agressividade.


Para refletir, deixo uma frase de Mário Sérgio Cortella: “Capricho é fazer o teu melhor, na condição que você tem, enquanto você não tem condições melhores, para fazer melhor ainda. Uma pessoa medíocre é aquela que podendo fazer o melhor, se contenta com o possível. Mediocridade é falta de capricho.” 

Ilustração de: Robson Vilalba
Fonte da Ilustração: http://rascunho.com.br/os-dez-mandamentos-para-um-escritor-iniciante/

Comentários

  1. Maravilhoso esse texto. Me faz pensar: De que lado eu estou? O que devo mudar para melhorar na minha profissão? Como posso contribuir para ajudar essa nova geração não ser Nutella, acomodados, se contentar com básico do básico .

    ResponderExcluir

Postar um comentário